segunda-feira, 21 de maio de 2012

Os Pés


23:38

Depois de todos os rumos, todos os turnos,
depois do trabalho, do banho e de todo-tudo
sobram os pés
minitotens
poemas loucos de carne-cascos. Província distante
amordaçada por meias, tênis, cortadores de unhas.

Nesta hora silente os pés cantam
e flutuam pesados, dependurados
pelos tendões.

Os pés são cavalos sem boca
E nos levam longe
Pulsando para além de cercas e moirões.

Os pés:
O que são?

PS
O que és.


------- Animal Humano Blog - www.rodrigoec.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário